Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

Paixão de verão ou amor?

Não sei o que sinto, não sei o que se passa no meu coração...os meus sentimentos estão tão baralhados que não consigo perceber o que sinto!

O que senti ontem quando te vi foi tão estranho...não consigo explicar o que senti porque não há explicação! Só sei que a última vez que me senti assim sofri muito, e não quero voltar a sofrer assim!

Tenho medo de voltar a amar daquela maneira, tenho medo de ficar destroçada...tenho medo!

Ontem senti um nervosismo enorme quando olhei para ti, senti as habituais borboletas no estômago que só se sentem quando alguém está apaixonado! Agora pergunto-me...será que estou a ficar apaixonada por ti?!

Eu não me possa apaixonar, não agora...já sei que vou sofrer horrores e eu não quero voltar a sofrer assim!

Afasto-me de ti para não sofrer?! Não sei se consigo, já és tipo um vício que não consigo largar, és a minha droga que me deixa completamente fora de mim!

Dizem que o amor às vezes começa com uma simples atracção...eu comecei a sentir uma atracção por ti, e agora será que te amo?

Não consigo responder as perguntas que estão no meu pensamento, não consigo entender nada sobre o que sinto...cada dia que passa estou mais confusa e indecisa!

Tenho uma vontade enorme de falar contigo e começar a ter uma amizade contigo, mas por outro lado tenho medo, medo de que não gostes de mim e que me aches uma chata, medo de me envolver demais e voltar a sofrer! Que faço?!

Preciso de saber o que se passa e o que sinto, preciso de pelo menos tentar algo contigo, preciso de deixar os medos de lado e seguir em frente, preciso de te ter ao meu lado porque sempre que estás longe morro de saudades e sinto um enorme desejo de te voltar a ver!

Será que já é tarde demais para mim para voltar a amar? Será que és apenas uma paixão de verão? Será que irei conseguir deixar de ter medo de te amar?!

 

Adoro-te pool @ (não digo amo-te, porque acho que ainda é cedo =x)

"The Princess Love" - 16º capítulo

Hello gente =')

Tudo bem com vocês?

Pois bem em primeiro lugar quero pedir muitas desculpas por não ter postado durante muito tempo a minha fic =x

Para compensar prometo que o próximo capítulo vai ser cheinho de surpresas ;)

Espero que gostem e comentem, sim? *-*

Xoxo,

Andreia

 

Capítulo 16 – A chegada

A viagem durou precisamente três horas, e durante todo esse tempo não deixei de pensar nem um minuto no Peter.

Sai do autocarro, olhei à minha volta e sorri. Aquela terra trazia-me tanta felicidade! Fui buscar as malas, e fiquei ali à espera de Íris.

- Bia? Beatriz Cullen, és tu? – perguntou-me um rapaz moreno de olhos azuis esverdeados. Eu conhecia-o de algum lado, olhei-o profundamente nos olhos e lembrei-me de onde o conhecia. Tinha sido da minha turma no 5º ano, chamava-se Jonathan Anderson. Durante o tempo em que foi da minha turma defendia-me como nunca ninguém me defendia, até chegou a andar à porrada.

- Sim sou eu! – sorri-lhe – E tu és o Jonathan, certo?

- Sim certo! – sorriu-me e cumprimentou-me com dois beijos – Há tanto tempo que não te via!

- É verdade. Já se passaram alguns anos. – pensei que falar no meu afastamento ia me fazer mal, mas afinal não. Parece que ali nada me incomodava, até pelo contrário, tudo me deixava realmente feliz.

- Pois é. Então e está tudo bem contigo? – perguntou sorrindo-me.

- Sim está e contigo? – respondi retribuindo o sorriso.

- Comigo também está tudo! Então e novidades? Namorado já há? – questionou-me sempre com um sorriso nos lábios, notei um certo brilho no seu olhar quando falou em namorado, mas não liguei.

- Oh…não há nenhumas. Não, não há! – respondi sorrindo – E tu?

- Também não há nada, e não acredito que uma rapariga tão bonita como tu não tenha namorado. – enquanto falava os seus olhos brilhavam cintilantemente, parecendo duas estrelas.

- Eu não sou bonita, mas obrigada. – agradeci envergonhada – E eu não acredito que um rapaz tão giro como tu não tenha namorada.

- És bonita sim, e não tens nada de agradecer. – sorriu-me – Obrigado.

- De nada. – sorri envergonhada.

Nesse momento chegou Íris, olhei para ela e sorri ainda mais.

- Desculpa o atraso melhor amiga. – disse enquanto me cumprimentava, depois olhou para Jonathan – Olá Jonathan.

- Olá Íris. – cumprimentou-a e depois sorriu-me – Bem tenho de me ir embora. Foi um prazer voltar a ver-te Bia.

- Não faz mal estrelinha. – respondi a Íris e depois olhei para Jonathan sorrindo-lhe – O prazer foi todo meu!

- Vai dando novidades. – deu-me dois beijos e depois sorriu-me.

- Está bem, e tu também vai dando novidades. – retribui.

- Sempre! – piscou-me o olho e depois foi-se embora.

Senti-me bem por ter revisto Jonathan, ele transmitia-me segurança e felicidade. Sempre me senti assim quando estava com ele, e parece que isso não mudou.

- Já tinha saudades tuas! – disse Íris abraçando-me.

- Eu também já tinha saudades tuas. – retribui o abraço.

- Vamos para casa? – perguntou ela sorrindo.

- Sim claro. – respondi sorrindo também – Íris?

- Diz. – pegou nas malas e levou-as para o carro da mãe.

- Alguém sabe da minha vinda? – perguntei tentando saber se Peter sabia algo sobre a minha vinda.

- Não, vamos fazer-lhes uma surpresa logo à noite. – respondeu sorrindo-me.

Aquela ideia da surpresa agradava-me.

- Está bem! – sorri também – Olá Drª Cristine.

- Olá Bia. – cumprimentou-me – Então está tudo bem contigo?

- Sim está, obrigada. – agradeci e depois entrei no carro. Íris entrou logo atrás de mim. Arrancamos.

- Olha está ali o Peter! – disse Íris enquanto íamos a caminho de sua casa.

- Onde?! – perguntei já com o coração a mil à hora, e comecei a olhar para todo o lado, até que o vi com o seu sorriso esplendoroso que me deixava sem ar. Tive que me lembrar de como se respirava.

- Bia estás bem? – sussurrou-me Íris preocupada.

- Sim estou! – respondi atordoada ainda por ter visto tal beleza. Naquele momento tive a certeza que ainda o amava, mas já era tarde de mais. Pelo que eu vi ele estava bastante feliz, por isso eu não ia interferir na felicidade dele.

Peter

Estava à porta da florista à espera de Mike, ele tinha ido comprar um ramo de flores para a sua nova namorada quando vejo o carro da mãe de Íris a passar. Olhei para ver se via Íris, mas para meu espanto vejo a pessoa que eu mais queria ver no mundo!

Seria mesmo ela ou foi apenas uma visão minha?

Beatriz

Desde aquele pequeno “encontro” com Peter que não parei de pensar nele e num possível encontro frente a frente. Essa ideia fazia-me estremecer um bocado.

- Bia vai te despachar que daqui a 10 minutos vamos para o “Veneza” (nome de um bar a que a malta ia). – disse Íris assim que acabamos de jantar.

- Está bem! – subi até ao quarto de Íris e arranjei-me como habitualmente fazia. Roupa simples e pouca maquilhagem, calcei as minhas botas de salto alto pretas e desci. – Já aqui estou!

- Linda! – elogiou-me e sorriu-me – Vamos?

- Obrigada. – agradeci envergonhada – Sim vamos.

- De nada. – sorriu-me – O pessoal vai se passar!

E assim saímos de casa de Íris, durante todo o caminho pensei se Peter iria lá estar. Mais uma vez estremeci.

Peter

Durante todo o dia não parei de pensar na minha pequena visão, seria mesmo ela? Seria mesmo Beatriz?

Só havia uma maneira de saber, ir ter com Íris! Por isso decidi combinar com Mike e Jonathan para irmos ter ao “Veneza”.

- Despacha-te Mike! – disse para Mike, aquele rapaz demorava horas a arranjar-se.

- Tem calma, estou quase. – respondeu calmamente, enquanto ajeitava o cabelo – Já estou.

- Finalmente! – revirei os olhos e sai de casa de Mike.

- Daqui a nada dá-te o treco meu! – retorquiu.

- Deve ser de te aturar. – ri-me – Olha o Jonathan vem ali.

- Olá pessoal! – cumprimentou-nos.

- Olá Jonathan! – cumprimentei-o.

- Olá meu! – disse Mike.

- Vamos então ao “Veneza?! – perguntou Jonathan.

- ‘Bora lá! – respondi ansioso por ver quem lá estava.

Assim que entrei todo o meu mundo parou, todo o meu mundo se focou ali, naquele canto! Era ela…era Beatriz, e estava cada vez mais linda!

E agora? Ia falar com ela ou fingia que não a via?!

 

Férias com a melhor amiga

Amor ou amizade?

Há uns dias para cá tenho me apercebido de um sentimento novo, um sentimento que pode vir a mudar tudo aquilo que desejo, tudo aquilo em que sempre acreditei, um sentimento que pode destruir amizades das mais belas que existem...

Esse sentimento acho que é amor por uma das pessoas mais importantes da minha vida, um dos melhores amigos do rapaz que sempre amei...ele sempre muito fofo e querido comigo, sempre me defendeu, sempre esteve do meu lado, sempre foi aquele amigo que esteve sempre ali! E hoje tenho medo de que isto vá estragar a nossa amizade que sempre foi muito especial e importante para mim, e ainda continua a ser e acho que para sempre irá ser! Tenho medo de estragar a tua amizade com ele...tenho medo de estragar a minha amizade com ele!

Medos parvos e estúpidos?! Acho que não, são medos normais de quem ama muito duas pessoas e não as quer perder por nada deste mundo, nem por um estúpido sentimento!

Não sei que fazer, não sei o que dizer mais, só sei que vos amo muito aos dois...um talvez seja só amizade, e outro seja apenas amor! Agora saber qual é qual não sei...são os dois tão especiais para mim!

Tu sempre foste aquele amigo mais que especial para mim, sempre me marcas-te por seres único e diferente de todos os outros...tudo porque foste dos poucos que me acolheu num mundo desconhecido, porque foste o meu defensor durante tantos anos, e acho que irás continuar a ser para toda a eternidade!

Acho que no fundo sempre te amei de um modo bastante especial, e irei continuar a amar desse modo, que hoje parece-me estranho e que me trás muitos receios!

E agora?! É apenas esperar para vêr o que o futuro nos reserva aos dois!

Mas apenas te digo e tenho a certeza perante tudo: EU TE AMO MUITO!

Xoxo,

AndreiaAveiro

 

Amo-te meu tink wink @@@

Amo-te D.S.

 

Love hurts!

Todo para ti minha Beatriz Sousa (L)

 

Não sei bem ao certo quando a nossa amizade começou a ser tão intensa, tão perfeita, tão insubestituível...só sei que hoje já não consigo viver sem ti, só sei que hoje és uma das minhas melhores amigas, só sei que te amo...porque? Porque és tu que me aturas sempre, porque és tu que ouves todos os meus disparates sobre o "Aveiro" e sobre todos os outros todos, porque és tu que me compreende sempre que tenho alguma dúvida!

Se me pedissem hoje para me afastar de ti eu não seria capaz, pois eu sem ti já não consigo viver, porque tu já fazes parte de mim e se eu te perder irei ficar com o coração despedaçado!

Por isso eu nunca te irei abandonar e tu sabes disso melhor que ninguém, sabes que acima de tudo eu amo-te e irei estar sempre ao teu lado em todos os momentos mesmo quando as tuas atitudes não são as mais indicadas!

Quando estás triste, eu estou triste porque a tua tristeza é a minha tristeza...quando estás feliz eu estou feliz porque a tua felicidade é a minha felicidade...e porque é da tua felicidade que preciso para ser totalmente feliz!

Não sou ninguém no mundo para te pedir nada, mas só te peço uma simples coisa: nunca deixes que a nossa amizade acabe, fica comigo para sempre por favor, e eu prometo que também nunca te abandonarei!

És capaz disso?! És capaz de me aturar para sempre?!

Eu sou capaz disso, e para sempre te irei aturar, porque é a aturar-te que sou feliz!

Só tu sabes o meu sonho, aquele nosso sonho *-*

Amo-te priminha e para sempre te irei amar! (L)

E prometo que irei tratar muito bem do teu priminho =p

 

JUNTAS NUM MOMENTO CHAMADO SEMPRE @

Recordações

Hoje mais uma vez sem dar conta de como nem o porquê, voltas-te aos meus pensamentos. Recordei-me de ti, recordei-me de todos os nossos momentos, recordei-me do teu cabelo, recordei-me dos teus olhos cor-de-mel, recordei-me do teu sorriso...simplesmente recordei-me de ti!

Há meses que não entravas nos meus pensamentos, e sinceramente já pensava que te tinha esquecido, mas parece que me enganei! Voltas-te e contigo trouxes-te todas as recordações que tanto temia recordar!

Recordar-te é sempre bom, torna-me mais viva, mais cheia de sentimento! Foste o único que realmente amei em toda a minha vida, e serás sempre o único que teima em voltar!

Fiquei mal com o teu regresso?! Claro que fiquei...não estava à espera que voltasses assim do nada, não estava à espera que ainda senti-se algo por ti! Apanhaste-me de surpresa e conseguis-te mais uma vez fazer com que eu te ame cada vez mais!

Será isto possível?! Não sei, mas sinto-o...cada vez sinto-te mais perto de mim, como se fosses a metade que me completa.

Queria poder dizer-te isto tudo, queria poder dizer o quanto foste especial e continuas a ser...mas tenho medo, medo de sofrer e de te fazer sofrer...medo de te perder por uma tremenda estupidez que talvez não signifique nada!

Por isso vou continuar aqui a recordar-te e a "esquecer-te" como sempre fiz, vou ficar aqui apenas porque te amo!

É estranho sentir um amor assim?! Talvez, mas eu sou estranha...e eu amo-te tanto que só o pensamento de te perder dá comigo em doida, só o pensamento de te magoar me mata por dentro!

Será que um dia irás saber tudo aquilo que senti e sinto?! Não sei, talvez...mas não quero pensar nisso, simplesmente quero dar tempo ao tempo, e sobretudo quero te ver feliz, e se tu agora estás feliz (ao lado dela) eu estou feliz, porque a tua felicidade é a minha felicidade!

Sim dói não te poder dizer que te amo, sim dói não te poder ter do jeito que eu quero...mas dói muito mais perder-te, dói muito mais não te ter!

Lembras-te de quando me perguntas-te se não se falava aos amigos, quando estavamos nas piscinas?! Eu lembro-me tão bem! Quando te vi todo o meu mundo parou, mas decidi fingir que não te tinha visto, até que tu me dizes-te aquilo! Surpreendeste-me e fizeste-me tão feliz!!

Podia aqui enumerar tantas lembraças que tenho de nós, podia enumerar aqui todas as razões porque te amo...mas não consigo, não consigo porque faltam-me palavras! O que passamos e o que eu sinto é tão grandioso que não existem palavras suficientes para o descrever!

E para sempre quero voltar a sentir-te, quero voltar a olhar-te, quero voltar a tocar-te, quero embalar-me nos teus braços...para sempre te irei querer!

Serás sempre muito especial e importante para mim!

Xoxo,

AndreiaPereira

 

Amo-te DS @@@

I'm confusing

 
Sinto-me confusa...Não sei o que fazer...Por um lado sinto a tua falta, e sinto que podemos ficar juntos, mas por outro lado vejo que isso é impossível...Que faço??!! Luto ou desisto??!! Sinceramente não sei =S Tenho medo de sair magoada e de te magoar novamente...Tenho medo de perder a tua amizade por causa duma estupidez....

Nunca te quero perder, nunca, nunca, nunca....És especial, és importante, és aquele menino que me conquistou aos poucos e que me fez sentir que posso me sentir amada...Mas agora quando preciso de ti, tu não estás ao meu lado...Estás longe, distante...Quero-te aqui outra vez....Sinto a tua falta...

Não sei se diga que te amo ou simplesmente que te adoro...Mas acho que a palavra amo-te adequa-se, por acho que neste momento sinto que te amo...Quero-te de volta!

Miss your love...I miss you...I love you <3

Por favor volta para mim =(
 
Beijinhos,
Andreia
(14 de Julho de 2009)
 
É estranho que ao fim deste tempo todo ainda permaneças em mim DS! =s
Não sei o que sinto, só sei que ainda permaneces muito especial no meu coração.
 
Amo-te DS

Desafio 2 ='D

1- Publicar o selo e quem o passou.

 

o desafio foi passado pela Marina

 

 

2- Responde: O que te aquece o coração?

Hum..todas as palavras fofas e doces daqueles que amo, todas as suas palavras de apoio e compreensão...o casamento do melhor primo do mundo...e não me posso esquecer da alma gémea ='D

Todos aqueles teatros e todas aquelas conversas da família Twi =p

 

3- Passar o desafio

Bianca

Cátia

Marta

Diana

Day six: Favourite Song

Hello gente ='D

Tudo bem com vocês?

Bem em primeiro desculpem não ter postado tanto tempo, mas não tenho estado em casa =p

E em segundo tenho a dizer que eu nesta categoria tenho muitas músicas preferidas, em todos os momentos tenho uma especial que representa aquilo que vivi.

Mas cá fica uma muito especial porque representa o que sinto por ele (CA):

 

 

A certeza do incerto...

Há dias descobri que és muito mais para mim do que aquilo que imaginava…descobri que és a metade que me completa!

Eu sei que tudo o que sinto é parvo e estúpido, mas não deixa de ser real!

Tu és o meu incerto mais real! És tu que anima o meu dia infeliz, és tu que me ilumina na escuridão, és tu que me preenches os pensamentos e os meus sonhos!

Dizem por aí que não existem almas gémeas, mas tu para mim és a prova que elas existem e que são bem reais!

O teu sorriso, o teu riso, o teu olhar, as tuas atitudes são iguais aos/às meus/minhas!

Tu és a metade que me completa e me conjuga na verdadeira perfeição!

Será  que um dia ainda iremos ficar juntos como duas verdadeiras almas gémeas?

Sinceramente eu não sei, mas amava!

Não consigo explicar o que sinto, só sei que sempre fui tua e para sempre irei ser!

O meu destino é ser tua e é assim que ele vai ser por minha livre vontade!

A distância que nos separa não é razão para apagar o que sinto, pois o que sinto é mais forte que qualquer coisa no mundo!

Se o destino fez com que fossemos almas gémeas foi por alguma razão ainda desconhecida…talvez o destino saiba que o meu lugar é ao teu lado, e o teu lugar é ao meu lado!

Muitas pessoas não percebem o que sinto, e sinceramente eu também não percebo, pois tu és tão incerto!

Queria tanto mudar esse incerto para certo, queria tanto ter a certeza que ia ficar ao teu lado para sempre!

Porque é que o futuro tem de ser tão incerto?

Porque é que o que nos torna feliz não aparece?

Não encontro resposta para estas perguntas, a única coisa que sei é que te venero e para sempre te irei venerar!

Digam o que dizerem, façam o que fizerem eu irei pertencer-te para sempre, eu irei ser sempre tua!

Será isto possível?

Xoxo,

Andreia Pereira

(01/07/2010)

Venero-te "C.A."

Pág. 1/2