Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

Amor abençoado

c86cc446ff0adc1f8c0aa05f43617a00.jpg

 

Ela sempre odiou roupas de marca, sapatos caros, dinheiro, e fama. Contudo, ela possuía a fama necessária para ter rios de dinheiro, e esse dinheiro servia perfeitamente para comprar milhares e milhares de roupas e sapatos caros.

Toda a gente a conhecia, e ela odiava isso. Não havia um único sítio para onde ela fosse, em que não ouvisse as habituais trocas de palavras a dizer que ela era única e demasiado bondosa para namorar com um rapaz como o Dougie Lee Poynter. As fãs mais obcecadas de Dougie sentiam demasiada inveja dela, e as fãs mais normais desejavam que eles fossem felizes.

O dia em que conheceu Dougie vagueava na sua mente a toda a hora, pois tinha sido a sua indiferença para com ele, que o tinha conquistado. Ela sempre admirou o baixista mais cobiçado do mundo, porém quando o conheceu, a timidez foi tanta que tratou-o como um simples conhecido. Esse desinteresse seu, despertou em Dougie um súbito interesse, que meses mais tarde acabou por se tornar em amor. Amor esse, que foi concebido em namoro no dia seguinte a terem descoberto os seus sentimentos.

O pedido de casamento foi feito numa das cidades preferidas dela, Coimbra. Eles estavam a passar um fim-de-semana romântico na romântica Quinta das Lágrimas. E foi ao som dos suspiros de Inês de Castro e D. Pedro, que Dougie pediu-a em casamento. Ela completamente apaixonada, aceitou sem hesitar, para grande alívio dele. Seguiu-se um beijo apaixonado e abençoado por aquele local, que era nada mais, nada menos, que a Fonte das Lágrimas.

Tinha passado um ano desde o pedido oficial, que foi num concerto dos McFly, e o casamento estava à porta. Ela andava demasiado nervosa, e já não aguentava muito mais aquela pressão por parte dos paparazzi e das fãs, que agora também eram suas fãs. Dougie, por si, encontrava-se calmo, ou pelo menos, tentava mostrar-se calmo.

O grande dia chegou, e foi, uma vez mais, na Quinta das Lágrimas, que estes dois apaixonados juraram amor eterno. O amor deles foi abençoado por aquele amor que em tempos passados ultrapassou tudo e todos, até mesmo a morte!

Ele dava pelo nome de Douglas Lee Poynter, e ela dava pelo nome de Andreia Filipa Pereira. Depois de consumirem o beijo apaixonado, viveram felizes para todo o sempre, sempre sobre o olhar atento de Inês de Castro e D. Pedro, que fizeram com que esta história tivesse um final feliz.

 

FIM

 

Andreia Filipa Pereira

18 de Agosto de 2011

 

Desculpem a minha ausência, mas não ando com muita pachorra! Prometo voltar em breve :x
Desde já, peço também desculpa por não ter respondido aos comentários do outro post :$
Muita obrigada por comentarem, e espero que gostem do textinho ^^
Beijinhos :D 

 

Sonho Inalcançável

9371970a16c8a1ce6edbd35d7cd5b759.jpg

 

Tento perceber o que vai dentro de mim. Tento escutar o meu coração. Tento ler a minha mente. Mas nada, nada mesmo, me consegue explicar aquilo que sinto por ti. Só sei que não me sais da mente, e muito menos do coração.

És tu quem ocupa os meus sonhos acordados, e aqueles em que estou a dormir. É nesses, em que estou a dormir, que flutuo nesse teu amor invisível e inalcançável. É nesses que me entrego a ti de todas as maneiras possíveis e imaginárias. É nesses que tu me juras amor eterno.

Quando estou acordada só penso no dia em que irás ser meu, como eu sou tua. Sim, eu pertenço-te. Pertenço-te porque tu me roubaste o coração e fazes questão em não me devolver. Pertenço-te, e nada, nem ninguém, irá mudar isso. Pertenço-te mesmo que tu pertenças a outra pessoa. Pertenço-te porque assim o quero e desejo, porque no fundo sei que és o único capaz de me merecer.

Quero ser a melodia forte que sai dos teus dedos. Quero ser a canção suave que sai da tua voz. Quero ser a lua que te ilumina na escuridão. Quero ser o sol que te guia. Quero ser o ar que respiras. Quero ser o oceano que banha o teu corpo. Quero ser o anjo que te protege. Quero ser a tua musa. Quero ser a tua vida. Quero ser o teu tudo.

Quero ser a rapariga que ocupa o teu coração. Quero ser a rapariga que divaga na tua mente. Quero ser a rapariga que te inspira. Quero ser a rapariga que amas.

Quero ser o teu baixo. Quero ser a tua voz. Quero ser os teus olhos. Quero ser o teu sorriso. Quero ser a tua gargalhada. Quero, simplesmente, que me ames como eu te amo a ti.

Amo-te e não consigo explicar o porquê. Só sei que para mim és o meu sonho mais irreal, mas que me faz continuar neste mundo real e cruel. Para mim és a luz mais intensa que vejo na escuridão. És como um anjo que me protege dos piores males deste mundo. És o sol que me guia para os melhores caminhos. És a minha alma gémea que me completa na perfeição. És a minha salvação. És a minha felicidade. Enfim, és a minha vida, o meu tudo mais importante.

Sei que jamais irás saber aquilo que sinto. Sei que jamais irás sentir por mim tudo aquilo que sinto por ti. Mas, mesmo assim, necessito de escrever o quanto és especial para mim. Talvez, eu ainda tenha um pouco de esperança que possas ler estas minhas palavras.

Marcaste a minha vida com um sentido especial. Um sentido único e maravilhoso. Fazes-me acreditar que tudo na vida é possível, basta lutarmos e acreditarmos. Fazes-me ter forças para continuar a lutar. Fazes-me mandar gargalhadas histéricas, mas verdadeiras. Fazes-me feliz.

Nunca conheci ninguém como tu. Nunca conheci ninguém que me completasse como tu me completas. Nunca conheci ninguém que fosse tão parecido comigo. Nunca conheci ninguém tão grandioso como tu.

És maravilhoso, único, perfeito, divertido. E é assim, desse teu jeito, que te amo. Amo-te pelo que és, pelo que foste, e pelo que serás. Amo-te porque és verdadeiro.

D.L.P., always (L)

Andreia Filipa Pereira

20 de Julho de 2010

 

Ps: Desculpem a ausência, mas tenho andado um pouco sem paciência...bah :c
Aqui fica mais um "podre" texto, mas espero que gostem :D
E já agora, quando postarem algo nos vossos blogs, avisem-me ^^

Kiss (L)