Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

" Sorrir é viver, parar é morrer "


Bem e como é Natal...e fiquei inspirada com o pedido de casamento que houve no meu Natal...decidi escrever um capítulozinho =)

Espero que gostem...quero comentários =P

E já agora espero que o vosso Natal tenha sido tão bom como o meu ;)

Beijinhos,

Andrea Facinelli

Capítulo 9 – As ameaças…

Já estávamos na última semana de aulas, o meu pai já tinha saído de casa há duas semanas e nunca mais dera sinais de vida, a minha amizade com Peter parecia-me que estava quase a se tornar no meu sonho...havia algo que me dizia que nós íamos começar a namorar dentro de pouco tempo.

Nesse dia estava com uma certa inquietação dentro de mim, e não sabia a razão de tal. Vesti o meu vestido comprido rosa e calcei as minhas botas de salto alto.

- Anne já estás despachada? – perguntei enquanto pegava na minha bolsa.

- Sim já mana. – respondeu ela pegando na sua bolsa.

- Então vamos. – disse enquanto abria a porta. Anne saiu e eu sai logo atrás dela.

Fui pô-la à escola e segui para a minha. Peter estava à entrada, e não deu pela minha chegada, fiquei na dúvida se lhe falava…decidi não lhe falar.

Segui em frente em direcção ao pavilhão onde ia ter aulas, quando senti alguém a puxar o meu braço.

- Então princesa, já não se fala aos amigos? – perguntou-me Peter...foi ele que me puxou o braço.

- Claro que falo. – respondi sorrindo-lhe, ele sorriu-me também.

- Sabias que hoje estás linda? – perguntou enquanto me olhava de alto a baixo, enquanto os meus olhos seguiam os dele senti-me a corar.

- Não, não sabia. – respondi envergonhada.

E sem dar por mim ele beijou-me o canto dos lábios…senti o meu corpo a tremer e arrepiar de desejo. Senti o meu corpo a escaldar, devido à paixão que sentia. E num impulso afastei-me dele olhando-o nos olhos, senti o seu olhar a ficar entristecido…mas mantive-me forte e segui para o pavilhão de aulas.

Ao chegar ao pavilhão lágrimas começaram a escorrer do meu rosto. Eu tinha fugido do rapaz que amava…por uma coisa que não tem explicação. Ouvi a voz de Joanne ao fundo e corri para dentro da sala limpando as lágrimas que estavam no meu rosto. Sentei-me no meu lugar e ali fiquei a pensar no que tinha acontecido com Peter.

Quando dei por mim Peter já estava ao meu lado a olhar-me com os seus olhos cor de mel brilhantes…mas desta vez o brilho que costumavam ter desapareceu, não sei o porquê nem a razão de tal.

- Bia…precisamos de falar. – disse Peter, a sua voz estava triste…uma tristeza que nunca vi em si.

- Ok…de que queres falar? – disse fingindo estar a estudar.

- Eu…gosto muito de ti. – estava Peter a dizer quando Íris e John entram na sala interrompendo o que parecia ser a conversa que iria decidir a nossa relação…ele já tinha reparado que eu o amava e de certeza que iria acabar com a nossa amizade…por isso a chegada de Íris e de John foi boa.

- Bom dia! – disse John assim que entrou na sala.

- Bom dia John! – dissemos eu e Peter em conjunto.

- Ui que sintonia vocês hoje. – picou John.

- Bom dia meus amores. – disse Íris enquanto dava uma cotovelada em John para o calar.

- Bom dia minha estrelinha. – respondi.

- Bom dia xuxuzinho. – disse Peter, desviando o olhar de mim…senti lágrimas a escorrerem pela minha face, e num impulso limpei-as antes que ele reparasse.

Nesse momento ele olhou para mim e eu sorri-lhe…escondendo assim tudo aquilo que sentia. Ele sorriu-me também, mas porém essa alegria não se estendeu ao olhar.

Não sei o porquê mas nesse dia reparei que ele utilizava a metade do fio que me tinha dado nos anos.

- Pensavas que eu não o usava? – disse ele quando reparou que eu estava a olhar para o fio.

- Não…claro que não pensava. – respondi desviando o olhar num impulso.

Não dissemos mais nada durante as aulas, nem durante os intervalos…e quando me fui embora nem sequer me despedi dele…pois tive medo da tal conversa que poderia acabar com a nossa amizade.

Cheguei a casa e pousei a bolsa em cima da secretária do quarto e fui comer qualquer coisa a cozinha.

Anne e a minha mãe chegaram quando eu acabei de comer.

- Olá filha. – disse minha mãe dando-me um beijo na testa.

- Olá mãe. – respondi – Olá mana.

- Olá maninha. – respondeu Anne sorrindo.

Assim que as cumprimentei fui para o quarto e deitei-me na cama a pensar no que tinha acontecido com Peter…lágrimas escorreram pelo meu rosto molhando a almofada toda.

Eram 10 da noite quando a campainha tocou…não me levantei para ir lá, pois sabia que a minha mãe ia lá. Comecei a ouvir gritos…era o meu pai. Depois de tanto tempo sem dizer nada…resolveu aparecer.

- Ou deixas-me voltar para casa ou eu mato-te! Se não ficas comigo também não ficas com mais ninguém. – dizia o meu pai aos gritos.

Sai do meu quarto devagarinho e fui ter com Anne…sentei-me na sua cama e puxei-a para o meu colo abraçando-a com bastante força de forma a que ela não ouvisse aquilo.

Os gritos continuaram…até que a minha mãe decidiu chamar a polícia, que como sempre não fez nada…mas sempre deu para acalmar as coisas por hoje.

- Mana, posso dormir contigo hoje? – perguntou Anne…ela tinha ficado muito assustada com o que se tinha passado.

- Claro que podes meu amor. – respondi.

E assim ela deitou-se na minha cama…deitei-me ao seu lado abraçando-a e aconchegando a sua cabeça no meu peito…fiz-lhe festas e cantarolei uma música ao seu ouvido, para ver se ela adormeci. Não foi difícil, visto que ela amava festas. Assim que ela adormeceu fechei os olhos e adormeci…sonhei com o meu casamento…e no altar estava Peter sorrindo-me mais feliz do que nunca.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Luuu a 25.12.2009 às 21:12

aiiiiiii *__________________*
nem tenho palavras para descrever este capitulo...
>.<

está lindo...
*-*

mais mais mais (L)
Imagem de perfil

De kellanlutzfa a 31.12.2009 às 03:42

Não resisti em derramar uma lagrima neste" :')
Esta divinal! continuaaa

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D