Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

Acabou

Passou um ano desde que tudo começou a fazer sentido na minha vida. Passou um ano desde que entraste na minha vida e fizeste-me perceber o valor que eu tinha. Passou um ano desde que eu percebi o verdadeiro significado de felicidade e do amor verdadeiro. Passou um ano e muita coisa mudou desde aí.

Tudo mudou, e tu sabes disso. Os meus sentimentos alteraram-se. O teu coração fechou-se para mim. Os nossos momentos desapareceram como uma bonita névoa. A magia foi-se para longe. O calor desta paixão tornou-se frio. O fogo ardente das nossas veias tornou-se num oceano de icebergs. Este amor já não tem solução.

Custa-me aceitar que tudo acabou desta maneira. Custa-me pensar em ti como algo que já passou. Custa-me virar a página. Custa-me porque no fundo ainda gosto bastante de ti, mas eu sei que já não há volta a dar. E também, eu  já não gosto de ti como no inicio.

No fundo sei que me irei lembrar de ti para o resto da minha vida. No fundo sei que cada sorriso que sair dos meus lábios irá ter um pouco de ti. No fundo sei que o meu olhar irá reflectir cada momento que vivi contigo. No fundo sei que jamais me irei esquecer de ti.

Marcaste-me. Marcaste-me num momento chamado sempre. Marcaste-me por seres quem és. Marcaste-me por me teres proporcionado todos aqueles momentos. Marcaste-me por me teres amado desse teu jeito especial. Marcaste-me por me teres dado o devido valor. Marcaste-me, apenas por me teres feito feliz, mais feliz que nunca.

Virei a página e rumei a um novo capítulo. Mas não esqueço. Não esqueço que fizeste parte de mim. Não esqueço que foi graças a ti que ganhei novas forças. Não esqueço o quanto fui feliz contigo. Não esqueço a magia que havia em nós. Não esqueço o fogo que incendiava o meu peito de alegria e paixão. Não esqueço o amor que trocávamos com simples olhares e simples sorrisos. Não esqueço nem simplesmente um único segundo daquilo que vivi ao teu lado.

“Está descansado que não te roubo a miúda”, alguém disse numa certa noite. Noite essa em que estive bem próxima de ti. Assim que ouvi tais palavras uma felicidade enorme invadiu o meu peito, e demorei a assimilar o que elas realmente queriam dizer. Acabei por entender, mas por medo neguei. Disse que era solteira, e vi o teu olhar a ficar entristecido. Desviei o olhar, e tentei mudar o tema de conversa. Passados alguns segundos já estávamos ambos a rir em conjunto. A tua gargalhada era uma melodia perfeita misturada com a minha.

Amo-te, e disso não podes duvidar. Sim, amo-te menos que no inicio, mas continuo a amar-te e sei que para sempre irei continuar a amar, porque nunca se esquece realmente quem nos foi tudo, e tu foste o meu tudo mais importante. Segui em frente, mas tu continuas no meu coração. Segui em frente, mas continuo a amar-te. Segui em frente, simplesmente porque era o melhor para nós os dois.

Lembra-te que no passado fomos felizes juntos. Lembra-te de cada gargalhada que demos juntos. Lembra-te de cada olhar que trocamos. Lembra-te da cumplicidade dos nossos sorrisos. Lembra-te da magia dos nossos gestos. Lembra-te das minhas palavras “jamais me irei esquecer”. Lembra-te que juramos que iria ser eterno.

És eterno, e sabes bem disso. És eterno porque irás permanecer. És eterno porque marcaste. És eterno porque te irei sempre amar.

 

Andreia Filipa Pereira

12 de Julho de 2011

 

PS: Desculpem a ausência :\
Prometo que irei visitar os vossos blogs sempre que poder ;)
Kiss <3