Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

Amor abençoado

c86cc446ff0adc1f8c0aa05f43617a00.jpg

 

Ela sempre odiou roupas de marca, sapatos caros, dinheiro, e fama. Contudo, ela possuía a fama necessária para ter rios de dinheiro, e esse dinheiro servia perfeitamente para comprar milhares e milhares de roupas e sapatos caros.

Toda a gente a conhecia, e ela odiava isso. Não havia um único sítio para onde ela fosse, em que não ouvisse as habituais trocas de palavras a dizer que ela era única e demasiado bondosa para namorar com um rapaz como o Dougie Lee Poynter. As fãs mais obcecadas de Dougie sentiam demasiada inveja dela, e as fãs mais normais desejavam que eles fossem felizes.

O dia em que conheceu Dougie vagueava na sua mente a toda a hora, pois tinha sido a sua indiferença para com ele, que o tinha conquistado. Ela sempre admirou o baixista mais cobiçado do mundo, porém quando o conheceu, a timidez foi tanta que tratou-o como um simples conhecido. Esse desinteresse seu, despertou em Dougie um súbito interesse, que meses mais tarde acabou por se tornar em amor. Amor esse, que foi concebido em namoro no dia seguinte a terem descoberto os seus sentimentos.

O pedido de casamento foi feito numa das cidades preferidas dela, Coimbra. Eles estavam a passar um fim-de-semana romântico na romântica Quinta das Lágrimas. E foi ao som dos suspiros de Inês de Castro e D. Pedro, que Dougie pediu-a em casamento. Ela completamente apaixonada, aceitou sem hesitar, para grande alívio dele. Seguiu-se um beijo apaixonado e abençoado por aquele local, que era nada mais, nada menos, que a Fonte das Lágrimas.

Tinha passado um ano desde o pedido oficial, que foi num concerto dos McFly, e o casamento estava à porta. Ela andava demasiado nervosa, e já não aguentava muito mais aquela pressão por parte dos paparazzi e das fãs, que agora também eram suas fãs. Dougie, por si, encontrava-se calmo, ou pelo menos, tentava mostrar-se calmo.

O grande dia chegou, e foi, uma vez mais, na Quinta das Lágrimas, que estes dois apaixonados juraram amor eterno. O amor deles foi abençoado por aquele amor que em tempos passados ultrapassou tudo e todos, até mesmo a morte!

Ele dava pelo nome de Douglas Lee Poynter, e ela dava pelo nome de Andreia Filipa Pereira. Depois de consumirem o beijo apaixonado, viveram felizes para todo o sempre, sempre sobre o olhar atento de Inês de Castro e D. Pedro, que fizeram com que esta história tivesse um final feliz.

 

FIM

 

Andreia Filipa Pereira

18 de Agosto de 2011

 

Desculpem a minha ausência, mas não ando com muita pachorra! Prometo voltar em breve :x
Desde já, peço também desculpa por não ter respondido aos comentários do outro post :$
Muita obrigada por comentarem, e espero que gostem do textinho ^^
Beijinhos :D