Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

It's my diary

" Sorrir é viver, parar é morrer "

Medo desse amor iludido

6d32c41209b79cfc3e46eba46ae6dced.jpg

 

 

Existem palavras que se perdem com o tempo. Sentimentos que simplesmente ficam silenciados pela força do medo. Mágoas que permanecem no nosso peito bem dentro do nosso coração. O medo que nos invade torna-se algo incompreensível. O nosso amor perde-se por medo, por mágoa, por uma idiotice, uma estupidez. O passado deveria ser a força para o nosso presente, para o nosso futuro, porém ele simplesmente nos leva ao fracasso, tudo porque fomos idiotas e não soubemos aproveitar a oportunidade do nosso amor.

Sussurros voltam com o vento. Sorrisos são vistos como meras ilusões todas as noites quando a lua atinge o seu ponto alto. Olhares fingem ser trocados quando os nossos olhos fitam a lua brilhante e cheia de todas as noites de lua cheia. Palavras de amor são ditas no silêncio de um passado que podia ter perfeitamente resultado. Um medo agonizante invade os nossos corpos e nos faz voltar atrás nas nossas decisões. Perdemos as forças. Fracassamos. E no fundo sabemos que tudo o que precisamos é um do outro, novamente. O nosso amor tem que resultar. Ouvimos esse sussurro diversas vezes, porém a coragem perde-se com o vento. Nossos olhares jamais voltaram a cruzar-se. Nossos sorrisos terão que seguir em frente sem se voltarem a encontrar. Nossos lábios não poderão ser tocados. Nosso toque não pode mais acontecer. Negamos a verdade. Negamos o evidente. Isto tudo por força do nosso amor silencioso.

Sinto-te voltar ao meu coração a passos bem lentos. Tua voz parece ser miragem, mas eu sinto-te. Teu olhar está distante, mas eu sinto-te a olhar-me. Teu sorriso encontra-se noutra galáxia, mas eu sinto que estás vinte e quatro horas a sorrir para mim. Pergunto-me se viverei em ilusão. As respostas estão lá. Contudo tu estás noutra cidade. Pergunto-te se também sentes o mesmo. Será que se um dia perguntar à lua, ela irá responder-me?! Tenho medo da resposta. Tenho medo…do nosso amor.

Ilusão. Toda a vida é feita disso mesmo, não é verdade?! Porém eu acreditei fielmente em nós. Eu acreditei nos teus olhos. Eu acreditei no teu sorriso. Eu acreditei nas tuas palavras. Eu acreditei no nosso…amor. Terá sido tudo real?! Tenho medo de saber a verdade. Tenho medo de cair na realidade e isso levar-me a esquecer todos os nossos momentos. Tenho medo simplesmente porque quero que continues dentro do meu peito, e fazes o meu coração palpitar.

Saudades. O meu coração está cheio delas. Sinto-me a enfraquecer cada vez mais, e tu não estás aqui. As saudades estão a tomar conta do meu corpo, e eu não posso ver o teu olhar. Eu preciso de ti. Eu preciso do teu sorriso. Eu preciso do teu toque. Eu preciso…dos nossos momentos, novamente. Quero-te de volta. Quero continuar amar-te. Quero continuar a escrever a nossa história sem medos de ser magoada ou de magoar. Quero que este amor resulte. Quero lutar por ti, por nós, pelo que fomos e pelo que poderemos ser.

Andreia Filipa Pereira

28 de Agosto de 2013

Acabou

Passou um ano desde que tudo começou a fazer sentido na minha vida. Passou um ano desde que entraste na minha vida e fizeste-me perceber o valor que eu tinha. Passou um ano desde que eu percebi o verdadeiro significado de felicidade e do amor verdadeiro. Passou um ano e muita coisa mudou desde aí.

Tudo mudou, e tu sabes disso. Os meus sentimentos alteraram-se. O teu coração fechou-se para mim. Os nossos momentos desapareceram como uma bonita névoa. A magia foi-se para longe. O calor desta paixão tornou-se frio. O fogo ardente das nossas veias tornou-se num oceano de icebergs. Este amor já não tem solução.

Custa-me aceitar que tudo acabou desta maneira. Custa-me pensar em ti como algo que já passou. Custa-me virar a página. Custa-me porque no fundo ainda gosto bastante de ti, mas eu sei que já não há volta a dar. E também, eu  já não gosto de ti como no inicio.

No fundo sei que me irei lembrar de ti para o resto da minha vida. No fundo sei que cada sorriso que sair dos meus lábios irá ter um pouco de ti. No fundo sei que o meu olhar irá reflectir cada momento que vivi contigo. No fundo sei que jamais me irei esquecer de ti.

Marcaste-me. Marcaste-me num momento chamado sempre. Marcaste-me por seres quem és. Marcaste-me por me teres proporcionado todos aqueles momentos. Marcaste-me por me teres amado desse teu jeito especial. Marcaste-me por me teres dado o devido valor. Marcaste-me, apenas por me teres feito feliz, mais feliz que nunca.

Virei a página e rumei a um novo capítulo. Mas não esqueço. Não esqueço que fizeste parte de mim. Não esqueço que foi graças a ti que ganhei novas forças. Não esqueço o quanto fui feliz contigo. Não esqueço a magia que havia em nós. Não esqueço o fogo que incendiava o meu peito de alegria e paixão. Não esqueço o amor que trocávamos com simples olhares e simples sorrisos. Não esqueço nem simplesmente um único segundo daquilo que vivi ao teu lado.

“Está descansado que não te roubo a miúda”, alguém disse numa certa noite. Noite essa em que estive bem próxima de ti. Assim que ouvi tais palavras uma felicidade enorme invadiu o meu peito, e demorei a assimilar o que elas realmente queriam dizer. Acabei por entender, mas por medo neguei. Disse que era solteira, e vi o teu olhar a ficar entristecido. Desviei o olhar, e tentei mudar o tema de conversa. Passados alguns segundos já estávamos ambos a rir em conjunto. A tua gargalhada era uma melodia perfeita misturada com a minha.

Amo-te, e disso não podes duvidar. Sim, amo-te menos que no inicio, mas continuo a amar-te e sei que para sempre irei continuar a amar, porque nunca se esquece realmente quem nos foi tudo, e tu foste o meu tudo mais importante. Segui em frente, mas tu continuas no meu coração. Segui em frente, mas continuo a amar-te. Segui em frente, simplesmente porque era o melhor para nós os dois.

Lembra-te que no passado fomos felizes juntos. Lembra-te de cada gargalhada que demos juntos. Lembra-te de cada olhar que trocamos. Lembra-te da cumplicidade dos nossos sorrisos. Lembra-te da magia dos nossos gestos. Lembra-te das minhas palavras “jamais me irei esquecer”. Lembra-te que juramos que iria ser eterno.

És eterno, e sabes bem disso. És eterno porque irás permanecer. És eterno porque marcaste. És eterno porque te irei sempre amar.

 

Andreia Filipa Pereira

12 de Julho de 2011

 

PS: Desculpem a ausência :\
Prometo que irei visitar os vossos blogs sempre que poder ;)
Kiss <3

Sentimento

7f92b5dbee0dfa19b03ca8dd9335265c.jpg

 

Todas as noites entras nos meus sonhos e me fazes sentir a rapariga mais especial do mundo. Todas as noites me assombras e me fazes desejar-te como no passado. Todas as noites me fazes eternas juras de amor. Todas as noites me beijas com esses teus lábios apetecíveis. Todas as noites me fazes acreditar que a nossa história ainda tem muitos capítulos para se escrever, capítulos esses, que só podem ser escritos em conjunto.

Acordo a meio da noite, e olho para o lado, na esperança de te ver ali ao meu lado, mas nada vejo. Tudo o que vejo, são as meras paredes brancas do meu quarto. Lágrimas começam a escorrer dos meus olhos, queimando-me a delicada face. Com a mão limpo-as e respiro fundo, tentando a todo o custo afastar-te da minha mente e do meu coração.

Fecho os olhos, na tentativa de adormecer uma vez mais. Adormeço, mas os meus sonhos são de novo povoados por ti, e pelas tuas doces palavras que me fazem acreditar que tudo irá ficar bem.

Deixo-me envolver uma vez mais neste sentimento forte que me une a ti, e rejeito todos os avisos do meu coração ferido. Deixo que me embales nesses teus suaves braços de seda. Deixo que os teus lábios rocem o meu ouvido enquanto me dizem juras de amor. Deixo me perder na profundeza desse teu olhar da cor de esmeralda. Deixo que as tuas mãos explorem cada parte do meu corpo. Deixo que os teus lábios deslizem sobre o meu pescoço fazendo-me arrepiar por completo. Deixo que a tua língua se envolva à minha num misto de emoções e sentimentos.

Abro os olhos, uma vez mais, e olho para o lado esperançosa por te ver ali a segurar o meu corpo com os teus braços. Tu fitas-me atentamente com esses teus maravilhosos olhos e sussurras-me ao ouvido que está tudo bem e que nada, nem ninguém nos irá separar. Sorrio-te imensamente e agradeço-te por tudo o que fizeste por mim, e por toda a felicidade que me proporcionas. O teu delicado dedo sobe até aos meus lábios, impedindo-me de falar.

- Shiu. Não digas nada princesa. – sussurras-me uma vez mais, e depois os teus doces lábios tocam os meus ao de leve – Amo-te, nunca te esqueças disso. – e depois desapareces como uma névoa.

Acordo sobressaltada, e olho para o lado. Nada vejo, e mais uma vez as lágrimas apoderam-se dos meus olhos e queimam a minha face. Tento controlar o meu choro, que a cada segundo se torna mais compulsivo.

Respiro fundo várias vezes, e tento mentalizar-me que tudo irá ficar bem, porém sei que jamais irei ficar contigo. A dor reside no meu peito desde que tu deixaste de estar ao meu lado, e por mais que eu tente, por mais que eu lute, a dor não desaparece. Houve uma altura em que ela desapareceu, mas foi nessa altura em que estive contigo.

Hoje sei que preciso de ti ao meu lado para ser feliz. Hoje sei que és somente tu o único capaz de arrancar um sorriso dos meus lábios. Hoje sei que és o único capaz de me fazer feliz. Hoje sei que és o único capaz de domar o meu coração e a minha mente.

Por tudo aquilo que és, e por tudo aquilo que me fazes sentir e viver, te amo cada vez mais. O amor que sinto por ti não tem dimensão, pois ele é imenso, talvez maior que o universo. O amor que sinto por ti é algo inexplicável, algo incontrolável, algo que só quem o sente é capaz de perceber a sua dimensão e sentimento.

Amo-te e é a ti que devo a minha felicidade, e o meu sorriso! Obrigada por tudo meu eterno, e único amor.

Andreia Filipa Pereira

25 de Junho de 2011

 

Ps: Espero que tenham gostado do textinho ^^

Quem tiver tumblr pode me adicionar aqui :D

E já agora quem quiser clicar no gosto na página do face, é aqui :p

Beijinhos

Verdade

Foste muito mais que uma paixão de verão. Foste muito mais que uma paixão de uma noite. Foste muito mais que um amor de um ano. Tu foste a vida, a mudança, a felicidade, o sorriso, o choro, o riso, a tristeza, a alegria, a mágoa, a preocupação, resumindo, foste tudo!

Foste muito mais que uma história inacabada. Foste muito mais que o meu sol e a minha vida. Foste muito mais que o sangue que corre nas minhas veias. Foste muito mais que o ar que respiro. Foste muito mais que a força que faz bombardear o meu coração. Tu foste, muito mais do que tudo aquilo que está ao nosso alcance. Tu foste a minha conquista mais inalcançável! Sim, confesso que te conquistei, pois só quem conquista é capaz de receber todos aqueles olhares, e todos aqueles sorrisos.

Hoje, passado um ano e quase um mês, ainda continuas a ser muito mais que o inalcançável! É por seres assim, confuso, inalcançável, impossível, que eu te amo tanto!

É por me deixares confusa que eu perco as forças e me deixo levar por este sentimento. É por me perder nos teus olhos que caiu na tua tentação. É por me perder no teu sorriso que me deixo levar por toda esta felicidade. É por te amar demasiado que teimo em não esquecer-te!

Amar-te nunca foi um erro, e nunca o será, porque foi ao amar-te que cresci. Foi ao amar-te que aprendi o verdadeiro significado de felicidade. Foi ao amar-te que mudei, mudei para melhor. Foi ao amar-te que me apercebi dos meus piores erros. Foi ao amar-te que descobri a força que existe dentro de mim. Foi ao amar-te que aprendi a ter orgulho em mim. Foi ao amar-te que aprendi a pintar o mundo a minha maneira. Por isso digo, uma vez mais, que amar-te será sempre uma lição de vida!

Sei que entre nós ficou muita coisa por dizer, muita coisa por fazer, mas a nossa história é um capítulo fechado da minha vida. Um capítulo do qual tenho o maior orgulho! E não, a nossa história não ficou inacabada, simplesmente ficou parada por tempo indeterminado, até que algum de nós tome a coragem de mostrar aquilo que sente. Mas até lá, temos que seguir em frente!

Amo-te, e essa será a verdade para o resto das nossas vidas! Tu marcaste-me, e bastante, e é por isso que irás permanecer em mim para sempre.

Por mais que o tempo passe, jamais me irei esquecer de ti, e de tudo aquilo que passamos. Por mais que o tempo passe, o meu sorriso irá ser feito por ti! Por mais que o tempo passe, eu irei pertencer-te. Por mais que o tempo passe, eu irei amar-te!

Para sempre a tua miúda, e essa é a dura e a cruel verdade!

 

Andreia Filipa Pereira

14 de Junho de 2011

Mágoa

 

Sinto-me a desfalecer cada vez mais. Sinto-me cada vez mais fria e distante. Sinto-me simplesmente magoada.

Quando pensava que não me irias voltar a magoar mais, magoaste-me da pior maneira possível. Espetas-te uma faca bem no centro do meu peito e perfuraste-a bem fundo, e como se isso não bastasse ainda rodas-te essa faca que estava pregada no meu peito, e tornas-te a dor que residia no meu coração ainda pior.

Neste momento não consigo amar-te mais, mas também não consigo odiar-te. O sentimento que sinto agora é algo que nem eu própria consigo explicar. Tornas-te a nossa bela história numa mera ilusão. Tornas-te este sentimento forte que sinto em algo que não consigo identificar.

No passado eras a minha vida, a minha felicidade. Hoje não passas de nada! És simplesmente uma pedra que existe na minha vida, pedra essa que quero remover o mais depressa possível.

Queria odiar-te, mas não consigo, porque naqueles momentos do passado fizeste-me feliz, e bastante. Fazias o meu sorriso quando mais ninguém o fazia. Hoje és apenas tu que constrói as minhas lágrimas e a minha tristeza.

Sinto que jamais irei voltar a amar alguém como te amei, e amo, a ti. Sinto que jamais alguém me irá fazer tão feliz como tu me fizeste naquele passado perfeito. Mas também sinto que jamais alguém me irá magoar tanto como tu me magoaste. Sim, tens o direito de fazer a tua vida com quem quiseres, mas magoa saber que viraste costas à nossa história, ou será que para ti não havia história? Por vezes pergunto-me o porque de todas as atitudes. Atitudes, essas que davam a entender perante todos que éramos apenas um só.

Nunca te entendi, e hoje, que me magoas-te desta maneira, não quero entender. Tudo o que simplesmente quero é esquecer. Esquecer que alguma vez te amei. Esquecer que alguma vez me fizeste feliz.

Hoje sei que acabou, acabou de vez! Jamais irás voltar a ter-me como a tua miúda, como me chamavam no passado. Jamais irás voltar a ver o brilho dos meus olhos sempre que estás por perto. Jamais irás voltar a ouvir um amo-te vindo dos meus olhos ou do meu sorriso. Jamais me irás ter de volta.

A mágoa que em mim causaste fez-me perceber que eu jamais irei ser tua, porque eu jamais te irei perdoar isto. Vou seguir em frente, sei que irei vencer. E jamais irás destruir a força do meu sorriso, porque tu não vales nada para merecer nem um terço das minhas lágrimas!

 

Andreia Filipa Pereira

20 de Abril de 2011

FIM

 

Magoa saber que tudo acabou, magoa saber que toda aquela felicidade sentida no passado não irá voltar mais, magoa simplesmente saber que tenho que te esquecer.

Dói não poder dizer aquilo que sinto, dói ter que esconder perante o mundo todo este sentimento, dói saber que tenho que esquecer a melhor parte da minha vida.

Hoje tudo aquilo que existe em mim é: Um choro escondido que sai quando estou sozinha. Um falso sorriso mostrando a todos que estou bem e quando não o estou. Uma ferida que não sara. Uma mágoa que perdura. Um sentimento simplesmente inesquecível. Saudades de momentos que eu sei que jamais irão voltar. Desejos proibidos. Fogo ardente que queima nas veias e no coração. Lágrimas que escorrem e queimam o meu rosto. Uma dor incontrolável no peito que me faz doer o corpo todo. Um sonho irreal. Uma luta perdida. Uma força que falha. Um amor que tem que ser esquecido…

Amar e não poder dizer o que sinto magoa. Esquecer sem tentar uma última vez por um grande amor, dói.

Sinto-me a desfalecer. Sinto-me perdida. Sinto-me na escuridão. Sinto-me na infelicidade. Sinto-me simplesmente sozinha.

Apetece-me chorar sem fim. Apetece-me desaparecer daqui e caminhar sobre uma estrada sem fim. Apetece-me simplesmente deixar de sofrer.

Começo a ficar cansada de lutar por algo que foge de mim sempre que a alcanço. Começo a ficar cansada de toda esta vida cruel.

Gostava de ter mais forças para seguir em frente, mas não consigo tê-las. Não consigo, porque continuo presa a algo que me está a matar.

O choro é o meu único consolo neste momento, e os momentos que permanecem na minha memória servem para atormentar ainda mais a dor que preside no meu peito.

Mas hoje sou forte o suficiente para gritar que acabou. Esta história acaba por aqui, e amanhã quando acordar irei rumar a um novo capítulo. Irei a luta, pois sei que posso vencer!

 

Andreia Filipa Pereira

5 de Abril de 2011

Conto de fadas

 

As folhas das árvores dançam lindamente. Os pássaros cantam melodias perfeitas. As nuvens desenham objectos únicos. Os raios de sol pintam as mais belas cores. Os animais recitam poemas de amor. As crianças saltam de alegria. Os adultos caminham sobre a estrada mostrando que são livres.

E eu estou fechada entre quatro paredes. A pequena janela pouco transmite a luz do sol ardente, e desenha quadrados nas escuras paredes. Tento espreitar o mundo através dela mas não consigo, pois as suas grades cruéis não me deixam, e empurram-me para a dura cama que se encontra no meio deste inferno.

Deito-me nela e aconchego o meu rosto na suave mas dura almofada. Choro compulsivamente tentando sair daqui como por magia.

Ele, o meu príncipe, ouve o meu choro e vem salvar-me.

Oiço os seus gritos ao lutar contra os monstros que me prenderam aqui.

Vejo a grande porta de metal a abrir-se, e vejo os seus belos olhos que parecem esmeraldas a fitarem-me intensamente. Dirige-se a mim com o seu belo e grandioso sorriso nos lábios. Sorrio-lhe esplendorosamente sentindo no meu corpo toda a felicidade e todo o amor deste mundo.

Pega-me ao colo como se eu fosse a sua princesa, sempre a fitar-me intensamente. Eu completamente rendida aos seus encantos aproximo o meu rosto do seu, mas ele afasta-se.

Confessa-me que tem medo de admitir o que sente pois pensa que o posso vir a magoar.

Juro-lhe que o amo mais que a minha própria vida, e prometo-lhe que jamais o irei magoar, porque a sua dor é muito dolorosa para mim, pois ele simplesmente a minha vida.

Por fim confesso-lhe que foi por ama-lo demais que me prenderam ali, pois nunca houve um amor tão intenso capaz de matar como aquele que eu sinto.

Ele derrete-se com as minhas palavras e dá-me um beijo bastante apaixonado. E assim nos entregamos completamente ao que sentimos um pelo outro.

Eu amo-o, ele ama-me, e nada nem ninguém irá destruir este amor, porque nós somos apenas um só!

 

Andreia Filipa Pereira

29 de Março de 2011

 

Post S.: texto totalmente dedicado a ele :$

Noite

 

O sol pôs-se uma vez mais, e consigo trouxe a noite, noite essa que hoje é cada vez mais fria e escura.

Hoje tenho medo de sair a rua, porque tudo me parece frio e obscuro. Durante o dia não consigo ver o sol a brilhar, e durante a noite não consigo ver o brilhar da lua e das estrelas, e isso assusta-me cada vez mais. Tenho medo de congelar neste mundo cada vez mais imperfeito, tenho medo de congelar e não conseguir estar contigo apenas uma última vez.

Tudo mudou desde o dia em que tive que partir, e deixar-te naquele “nosso” sítio especial. Tudo mudou, porque simplesmente não te tenho mais ao meu lado.

Contigo ao meu lado tudo era muito mais colorido e perfeito, contigo via o meu mundo cheio de cores alegres. Contigo conseguia ver o brilho do sol mesmo num dia de tempestade. Contigo conseguia ver a lua e as estrelas a cintilarem na bonita noite de luar. Contigo não tinha frio, e nada parecia obscuro. Contigo não tinha medo de nada, contigo sentia-me totalmente protegida de tudo! Contigo, simplesmente tudo era bonito, único e perfeito!

Hoje nada é assim, tudo porque me sinto sozinha neste mundo. Sinto-me sozinha porque tu não estás aqui para me proteger.

Sem ti sou uma menina indefesa sem forças para sair a rua e lutar contra os seus medos.

Sem ti tudo se torna tão imperfeito, tão cinzento, tão frio, e tão triste! E essa tristeza transparece em mim, tirando toda a alegria que as recordações dos nossos momentos me deixam.

Quero voltar a ser feliz, quero voltar a ter forças, quero voltar a ver o mundo cheio de cores alegres e bonitas, quero ver o brilho do sol, quero ver a lua e as estrelas a brilharem a noite, quero deixar de ter frio.

Quero que me protejas abraçando-me calorosamente como se eu fosse a tua princesa. Quero que me beijes os lábios docemente fazendo-me sentir as melodias mais belas deste mundo. Quero que me olhes com esses teus belos olhos e me faças sentir a rapariga mais feliz deste mundo. Quero que me sorrias e me faças ansiar por muito mais que os teus doces lábios.

Enfim, quero-te do meu lado para todo o sempre!

Amo-te na imensidade da palavra e do sentimento meu "P.G."

 

Andreia Filipa Pereira

18 de Março de 2011

Hurt

 

Tudo na minha vida mudou desde o dia em que os teus belos olhos cruzaram os meus, tudo mudou desde o dia em que fiquei encantada com o teu belo sorriso, tudo mudou desde o dia em que entras-te na minha vida e fizeste-me sentir este sentimento parvo por ti!

Mudei tudo aquilo que era por tua causa, e hoje pergunto-me se valeu a pena tudo isso…

Muita gente diz que mudei para melhor, tornei-me mais segura e mais feliz, mas se eu era assim era porque te tinha ao meu lado, e tu fazias-me sentir completamente bem…contigo sentia-me no paraíso, e bastava apenas a tua pequena presença, bastava apenas ver o teu belo sorriso, bastava apenas olhar nesses teus olhos que mais parecem duas esmeraldas! Mas hoje não te tenho mais ao meu lado, e sinto que toda a minha felicidade se foi, tudo porque não te tenho aqui! Hoje magoaste-me mais que qualquer coisa no mundo, perfuras-te o meu coração bem fundo, e agora tornei-me numa rapariga fútil e fria!

Sinto que tão cedo não me irei conseguir apaixonar por mais ninguém, sinto que para mim o amor deixou de fazer qualquer sentido!

Quero-te tirar da minha vida e da minha mente, mas sinceramente não consigo. Tu teimas em ficar nela como se mandassesem mim. Osnossos momentos não me saem do pensamento, e eu não consigo afasta-los, porque sinto que são eles que fazem com que eu continue viva.

Sem ti na minha vida e no meu pensamento sinto que nada faz sentido, porque continuas a ser tu o dono da minha felicidade, mas hoje essa felicidade é uma mera ilusão, uma ilusão que me magoa cada vez mais!

Esquecer-te era o melhor que fazia, mas por um lado isso iria matar aquela rapariga alegre que contagiava toda a gente com a sua alegria.

Por isso vou continuar a relembrar-me de ti, a relembrar-me de todos os nossos momentos, e irei manter viva, apesar de ser apenas em memórias, aquela rapariga alegre! E sim, irei continuar a ser fútil e fria, talvez um dia voltes a descongelar este meu coração de gelo!

Neste momento nada passa de meras recordações! E tu não passas da minha mera ilusão que irá ser a causadora da minha loucura!

Amo-te :$

 

AndreiaFilipaPereira

(12/03/2011)

Ausência

23ebd5248c4c5602efe4bcfde379df8d.jpg

 

Hoje as saudades tomaram outra vez conta de mim, as lágrimas tomaram conta do meu rosto vencendo o meu sorriso! A tristeza apoderou-se de mim e ignorou as minhas pequenas tentativas de felicidade!

A tua ausência está a tomar conta de mim e está a congelar cada vez mais o meu coração e o meu sorriso! Tento sorrir ao relembrar todos os nossos momentos, mas já não consigo sorrir mais, as lágrimas de saudades teimam em sair sobre os meus olhos.

Sinto que tudo o que passamos está cada vez mais distante e frio, sinto que a minha pequena esperança em voltar a ter esses momentos é cada vez mais escassa.

Tudo o que mais queria neste momento era poder estar ao teu lado e sentir o teu confortável e quente abraço, e por fim beijar esses teus lábios tão apetecíveis! Dava tudo para te voltar a ter do meu lado e voltar a ser totalmente feliz, como fui quando estava ao teu lado…

Mas hoje sei que o melhor é esquecer tudo aquilo que sinto e desejo, e esquecer por breves instantes tudo aquilo que passamos…

E sim, hoje quero-te esquecer, porque quero continuar a ser feliz quando relembrar os nossos momentos, pois é com um sorriso nos lábios que eles devem ser relembrados…

Mas tu sabes que no fundo jamais te irei esquecer, porque sabes bem o quanto foste especial para mim, e continuas a ser, e o quanto me fizeste feliz!

E por tudo aquilo que passados e por toda a felicidade que me deste desde que te conheci, digo-te com todas as minhas forças: AMO-TE! Porque hoje só quero gritar ao mundo que te amo, e por fim “apagar” este intenso amor…

Mas ambos sabemos que esta pequena mas intensa história jamais será esquecida!

Amo-te meu puto!

 

AndreiaFIlipaPereira

(07/03/2011)